Dilma mandou Mantega se retirar de evento da editora Abril

CLÁUDIO HUMBERTO

Após cancelar almoço que teria no Hotel Unique, em São Paulo, com o presidente do Grupo Abril, Roberto Civita, no mesmo sexta-feira (14) em que a revista Veja chegaria às bancas com denúncias devastadoras que atruibuem a chefia do esquema do mensalão ao ex-presidente Lula, a presidenta Dilma antecipou sua viagem a Porto Alegre, na sexta-feira, e ficou muito irritada quando soube que o ministro Guido Mantega (Fazenda) a representava em um evento da revista Exame, da editora Abril.

Por telefone, Dilma ordenou que Mantega abandonasse imediatamente a tradicional festa “Maiores e Melhores”, da revista. O ministro se levantou sem prévio aviso da mesa de debates da qual participava, ao lado do prêmio Nobel de Economia Paul Krugman e do próprio Civita, para se retirar em definitivo do recinto, diante de dezenas de empresários. Os dois gestos foram interpretados como um protesto do governo pela matéria da revista Veja “Os Segredos de Valério”. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. maria de fatima

    Que papelão , meu Deus cadê a democracia? temos agora é PTcracia!!! todo mundo já sabia que Lula era o chefão. ninguem engoliu aquela conversa de que “EU NÂO SABIA DE NADA”. pois quem não sabe o que acontece no seu quintal de casa, não COMPETENCIA E NEM CAPACIDADE para governar um pais, principalmente o nosso Brasil, tão judicado pelos politicos que só querem se arrumar. E esse Guido Manteiga com cara de quem acabou de sair do bisturi é pau mandado. Presidenta Dilma, estamos numa DEMOCRACIA E NÃO NUMA PTCRACIA. A SENHORA QUE LUTOU , FOI ATÉ PRESA EM BUSCA DA DIGNIDADE DO PAIS, DEVERIA DAR O EXEMPLO.

Comentários estão suspensos