Dilma vai a São Paulo para tentar salvar Haddad

ILIMAR FRANCO

A presidente Dilma está definindo entre três datas para ir a São Paulo participar de comício do candidato do PT a prefeito, Fernando Haddad: 21, 28 ou 29.

A pressão para que entre pessoalmente na campanha se acentuou porque pesquisas internas apontam que o tucano José Serra não está caindo como imaginavam e que Haddad não está subindo com a velocidade esperada.

Marta ganhou ministério cedo – O comando da campanha de Fernando Haddad avalia que a presidente Dilma errou ao nomear a senadora Marta Suplicy (PT-SP) para ministra da Cultura antes do fim da eleição. Petistas reclamaram ao Planalto porque acham que Marta ganhou, sem antes pagar o que deve, que é entrar de fato na campanha do partido em São Paulo.

Analisadas as últimas pesquisas, a conta feita pelo PT é ruim. Nas capitais, há possibilidade de chegar no segundo turno em Salvador e Fortaleza, apenas. Se não for para o segundo turno em São Paulo, será considerada uma derrota até maior do que perder a eleição. (Panorama Político, em O Globo)

Notícias Relacionadas