Rejeição a João Henrique e Jaques Wagner continua alta em Salvador

João Henrique e Jaques Wagner: popularidade em baixa.
João Henrique e Jaques Wagner: popularidade em baixa.
Os índices de rejeição ao prefeito João Henrique (PP) e ao governador Jaques Wagner (PT) continuam altos em Salvador. Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (13) revela que 72% dos entrevistados consideram a gestão do prefeito ruim ou péssima, enquanto 38% têm a mesma opinião em relação a Wagner.

João Henrique e Wagner também compartilham índices de aprovação irrisórios: apenas 1% dos entrevistados considera ótima a gestão de João Henrique e 3% a de Wagner.

João Henrique foi considerado bom administrador por apenas 3% dos entrevistados e regular por 23%. Wagner teve melhor desempenho: 12% e 45% respectivamente.

A pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 12 de setembro. O Ibope entrevistou 602 pessoas e a margem de erro é de quatro pontos para mais ou para menos.

Notícias Relacionadas

13 Comentários

  1. nelson santana filho

    O eleitor de Salvador parece compreender a burrada que fez elegendo Wagner, vem ai o chefe dos mensaleiros tentando colocar Pelegrino na Prefeitura; olho aberto soteropolitanos.

  2. Fedegoso

    É nítida a tendência da imprensa em oposição ao candidato da estadual. Entretanto, as elites não aprensetam, não têm projetos em favor das massas. Ao mesmo tempo, no campo das negociatas (as empresas e os consagrados nomes de políticos ricos demonstram que lutam nas eleições para o aumento de patrimônio), e não contemplam ou emocionam a maioria (o povo pobre dos bairros). O eleitorado, depois do advento da internet, mudou, escreve mais, lê mais, sabe mais. O IBOPE não influencia mais o eleitorado maior, os desafortunados, os pobres de toda ordem. O mesmo aconteceu quando da eleição de Paulo Souto x Wagner quando os pesquisadores, os estatísticos passaram ao lardo do resultado das urnas. Apesar das estatísticas Paulo Souto não ganhou no primeiro turno. Perdeu feito. E o IBOPE ficou desmoralizado. – Vale tudo? – Valeu.

  3. Marcelo

    Esse Fedegoso deve ser pau mandado do governo, a materia fala da impopularidade de Joao Henrique e Wagner e ele vem logo acusar a imprensa de ser oposicao. Jornal da Midia continue a publicar tudo sem censura, nao esconda os podres do governo eh isso que ele quer, eh que a imprensa esconda a podridão. Parece que ele quer dizer que a pesquisa eh mentirosa, mais quem eh que nao sabe que Joao Henrique e Wagner estao mais sujos na boca do povo que pau de galinheiro?????

  4. Fedegoso

    Caro Marcelo, dou-lhe razão em parte. Mas vc não vê a tendência, não de dar uma notícia, mas de execração de prefeito e governador em favor de um resultado eleitoral? Assim são as páginas noticiosas também por tendência. A foto do João junto do Wagner é claríssima no sentido de indução eleitoral, subliminarmente. Enquanto estamos preocupados com a cidade, melhoria dos lagradouros públicos, tem gente que anda a fazer negócios. O que digo, também, é sobre a suspeição das empresas de pesquisas. Vc acha que o IBOPE errou ou acertou quando da disputa Paulo Souto x Wagner? E ando curioso quando a somatória dos votos dos candidatos de oposição ao candidato que apresenta supremacia bata justamente em 39% (trinta e nove por cento). Logo agora? Criando a possibilidade de segundo turno que antes não era aventada? Vc não fica curioso diante dessa constatação? E o mesmo instituto de pesquisa? É, de novo, o tal do IBOPE. Só por isso lhe dou razão em parte.

    1. Jornal da Mídia

      Sr. Fedegoso, a matéria revela números apurados pela pesquisa do Ibope. Se a divulgação de números desfavoráveis ao prefeito João Henrique e ao governador Jaques Wagner é execrá-los, então vai fazer-se o quê? Proibir a divulgação das pesquisas?

      Por acaso, o Sr. acha que a imprensa só deveria publicar pesquisas apenas quando os números forem favoráveis aos ocupantes do poder? E se publicar dados desfavoráveis seria indício de que estaria “fazendo negócio”? Não meça o Jornal da Mídia com a régua descalibrada a que o Sr. está acostumado.

      Se o Sr. está incomodado com os números desfavoráveis revelados pela pesquisa, então deveria admoestar o prefeito e o governador por não estar cumprindo com suas funções de gestores públicos, a ponto de terem suas respectivas administrações reprovadas pelos eleitores.

      Quem não fez o dever de casa foram os gestores públicos. O Jornal da Mídia apenas publicou os dados.

      Quanto às fotos de João Henrique e Jaques Wagner, o Sr. acha que o JM deveria ilustrar a matéria com a foto de quem? Do Papai Noel, por acaso?

  5. Fedegoso

    Meus caros, os senhores da redação estão muito raivosos, afinal, será mesmo que existe verdade absoluta, independência absoluta, isenção total de jornalista ao dar uma notícia, como a que não quer demonstrar a direção do jornal(tantos os adjetivos)? Confessando a tendência, dependência? O lado? Mas não é feio ter uma posição a favor ou contra A ou B. Feio é negá-la, principalmente quando ela existe. Ah! Não sou filiado a partido algum. Nem sou funcionário público.

    1. Jornal da Mídia

      O Jornal da Mídia está do lado da democracia, da decência, da liberdade de imprensa, da livre expressão do pensamento. É este o nosso lado. Não temos partido nem nos submetemos aos poderosos de plantão, seja lá de que tendência for. E não vamos deixar de publicar os malfeitos dos administradores públicos e de políticos que se apropriam da coisa pública como se donos dela fossem. Nossa tendência é esta, nossa dependência é esta, nosso lado é este. Tampouco nos submetemos ao patrulhamento ideológico, seja lá de que lado for: da direita, do centro ou da esquerda.

  6. Claudia Martins

    JWagner e sua base retardada humilharam os Professores da Bahia. A resposta nós daremos na nossa militância em sala de aula, fazendo o contrário do que fizemos ao longo dos anos, derrotando o que eles chamam de “direita”, levando-os ao Poder. O preço da traição será alto para eles. Vamos tirá-los da mesma forma como os colocamos. Leiam o artigo que escrevi no meu blog intitulado:

    Após 115 Dias Sem Aula na Rede Pública Estadual da Bahia, Finalmente a Volta às Aulas. O Que Restou da Ópera Bufa Encenada Pelo Governo do PT e Sua Base Retardada
    http://loucosportecnologias.blogspot.com.br/2012/08/apos-115-dias-sem-aula-na-rede-publica.html
    Divulguem ! Obrigada. Forte abraço. A luta continua !

  7. Fedegoso

    Gente, mais calma! Estamos muito irados! Podemos nos tratar com mais elegância, não! Mas, quando uma pessoa que ao que parece faz parte de corpo docente enxerga as salas de aula como campo de atuação político partidária, quando um jornal nega-se por ideologia em seus textos, eu não, não posso duvidar da existência de Papai Noel. Existe alguma coisa neste planetinha que não seja de direita, ou de esquerda, ou de centro? Tem de ser de alguma coisa. Ou este planeta não existe. A gente tem que ser de algum lado. Verdade absoluta! Verdade absoluta…não existe. Ou passou a existir.

  8. Paulo

    Fedegoso é só mais um imbecil dos muitos espalhados no mundo que acha possuir um conhecimento superior. Pode não ser filiado, mas com certeza é pelo menos simpatizante do PT.

  9. Fedegoso

    Meus Caros, não é boa medida xingar, achincalhar o comentarista Fedegoso, talvez seja mais inteligente derrubar-lhe os argumentos. Lembrem-se, a Bíblia diz: “Os humildes serão exaltadas, os exaltados serão humilhados.” Vcs não temem a Deus? E rezam tanto? Menos prédicas, mais práticas. Aconselho-vos.

  10. Edson Cardoso

    É pra acontecer com Wagner o mesmo que aconteceu com Souto. Ser excluso da política bahiana para aprender respeitar o povo e o trabalhador. É um carrasco sem coração

Comentários estão suspensos