Na Guatemala, vulcão em erupção leva o governo a retirar mais de 10 mil moradores de suas casas

Renata Giraldi
Agência Brasil

Brasília – O reinício das atividades do vulcão Fuego, um dos mais ativos da Guatemala, levou as autoridades do país a determinar a retirada de mais de 10 mil moradores da região. A ordem foi dada pela Coordenação Nacional para a Redução de Desastres (Conrad) que emitiu um alerta laranja – segundo na escala de gravidade.

Foram retirados os moradores das áreas de Panamiche 1 e 2, de Sangre de Cristo e Escuintla Morelia, no Sul e Sudeste do país. Desde ontem (13) o vulcão passou a expelir cinzas.

Os especialistas registraram também explosões moderadas atingindo até mil metros acima da cratera. As explosões do vulcão são acompanhadas por desgaseificação, barulhos e lavas.

O vulcão Fuego está localizado nas regiões de Sacatepéquez, Escuintla e Chimaltenango, o Centro-Sul da Guatemala. Em geral, suas erupções são violentas e só neste ano foram registradas seis. Com 3.763 metros de altura, o vulcão tem a forma de um cone em direção ao Sul do país.

Notícias Relacionadas