Morre médico da F1 que fez o último atendimento a Senna

AGÊNCIA ANSA

Londres – O neurocirurgião inglês Sid Watkins, médico da Fórmula 1 que fez o último atendimento a Ayrton Senna, faleceu ontem a noite aos 84 anos.

A notícia, que foi confirmada pela familia, se espalhou pelos amigos próximos de Watkins. Entre eles o piloto brasileiro Rubens Barrichelo, que fez uma homenagem ao médico em seu perfil no microblog Twitter.

“Foi Sid Watkins que me salvou a vida em Imola 94. Uma grande companhia, estava sempre feliz. Obrigado por tudo que fez por nós pilotos. Descanse em paz”, escreveu o piloto brasileiro.

Outros nomes importantes da Formula 1 também comentaram a morte de Watkins. “Por muitos anos fez mais do que qualquer um para que a Formula 1 fosse segura como é hoje”, afirmou o presidente da MacLaren, Ron Dennis.

Sid Watkins havia abandonado o cargo de médico da Formula 1 em 2004, mas continuou próximo das corridas e escreveu o livro “Vida ao limite: triunfo e tragédia na Fórmula 1”.

AnsaLatina

Notícias Relacionadas