Bomba destrói emissora de rádio em briga política em Alagoas

(Foto: Gazeta de Alagoas/Reprodução)
Um dia depois da divulgação de um áudio bombástico com uma conversa entre o atual prefeito Areski de Freitas (PTB) e o ex-governador Manoel Gomes de Barros (PSDB), candidato à sucessão na Prefeitura de União dos Palmares, um novo fato abalou o município. Uma bomba colocada dentro da rádio Farol FM, que funciona no 1º andar de um prédio comercial, no Centro da cidade, destruiu todo o estúdio e deixou a emissora fora do ar.

A explosão aconteceu de madrugada, no intervalo entre a saída do vigia, que larga às 4 horas, e a chegada do primeiro funcionário, o radialista Osias Melo, que faz um programa gospel às 5 horas da manhã. “Quando eu cheguei, a polícia já estava aqui. Pensei que alguma loja tinha incendiado”.

A bomba destruiu todo o estúdio, queimando mesas de gravação, aparelhos de ar condicionado, móveis, computadores, microfones e equipamentos em geral. Tudo virou cinza e entulho. “Eles atingiram o coração da rádio”, disse o diretor Lucas Garcia. Ele calcula prejuízo de aproximadamente R$ 25 mil.

O impacto da explosão derrubou o teto da rádio e uma parede que dividia o estúdio e o banheiro, mas felizmente o fogo não se alastrou para outros ambientes. Provavelmente, porque os canos do banheiro também estouraram, jorrando água em grande quantidade, o que pode ter evitado a propagação das chamas, que foram totalmente contidas com a chegada rápida do Corpo de Bombeiros.(Gazeta de Alagoas)

Notícias Relacionadas