Guerra considera ‘abuso’ entrada de Dilma nas campanhas eleitorais

CLÁUDIO HUMBERTO

O presidente nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra, criticou em nota nesta quinta (13) a participação da presidenta Dilma Rousseff e de seus ministros nas campanhas eleitorais. No texto, o líder dos tucanos também avisou que o partido estuda medidas legais contra o que chamou de “abuso do poder político” do Palácio do Planalto.

“Para frear o uso da máquina pública em favor dos interesses de um único partido, reitero que o PSDB está analisando quais medidas legais poderão evitar que esse tipo de abuso de poder político se repita no futuro”, diz a nota assinada por Guerra.

Guerra afirma ainda que Dilma entra nas campanhas pressionada pelo PT, uma vez que o partido estaria diante de um “desempenho pífio” no cenário eleitoral. “Se valendo das prerrogativas do cargo que ocupa e pressionada por seu próprio partido, diante do desempenho pífio do PT nas eleições municipais deste ano, a presidente Dilma mostra a grande distância e descompasso entre seu discurso e as ações de seu governo”, critica o deputado. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas