Cuba e Colômbia condenam ataques à embaixada dos EUA na Líbia

AGÊNCIA ANSA

Bogotá e Havana – Os governos de Cuba e da Colômbia condenaram os ataques contra a embaixada dos Estados Unidos na Líbia, que resultaram na morte do embaixador Christopher Stevens e de outros funcionários da sede diplomática no país.

Em nota oficial, Cuba declarou que o país “se opõe a qualquer ato de violência contra as missões diplomáticas e seu pessoal, seja onde for, sob qualquer circunstância e independente das motivações alegadas”.

Já o Ministério das Relações Exteriores da Colômbia divulgou um comunicado condenando “energicamente o atentado terrorista de 11 de setembro, na cidade de Benghazi, que matou o embaixador dos Estados Unidos na Líbia”.

Na mensagem, o governo do presidente colombiano, Juan Manuel Santos, expressou também “sua solidariedade, além de estender suas condolências ao governo dos Estados Unidos e aos familiares das vítimas”.

AnsaLatina

Notícias Relacionadas