Policial morre durante tumultos em aniversário de golpe militar no Chile

AGÊNCIA ANSA

Santiago do Chile – Um policial foi morto e cem pessoas foram detidas em Santiago, no Chile, durante os tumultos relacionados ao 39º aniversário do golpe militar no país.

Na cidade de Quilicura, ao norte de Santiago, o policial Cristián Martínez, de 27 anos, foi baleado ao tentar evitar saques em um supermercado e morreu a caminho do hospital.

De volta após uma viagem à Rússia e à Austrália, o presidente chileno, Sebastián Piñera, declarou que seu governo aplicará “todo o rigor da lei” contra os responsáveis pela morte de Martínez. De acordo com o mandatário, 16 policiais foram feridos durante os confrontos.

Os tumultos resultaram em bloqueios de ruas, barricadas incendiárias e cortes na rede elétrica, afetando 25 mil pessoas na capital do país. Além disso, o transporte público teve dificuldades no trânsito, sendo alguns ônibus impedidos de circular em áreas de conflitos.

Segundo o delegado de polícia, Luis Valdés, a maioria dos manifestantes envolvidos nos tumultos era menor de idade.

AnsaLatina

Notícias Relacionadas