Marco Maia faz apelo para a votação da MP do Código Florestal

Marcos Chagas
Agência Brasil

Brasília – O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), fez um novo apelo para que os deputados votem a Medida Provisória do Código Florestal. Ele ressaltou que deixar de votar a matéria significa a perda de eficácia da MP e, por consequência, “um prejuízo” para ruralistas e ambientalistas.

Já o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), aguarda o desfecho da apreciação da matéria nos dias 18 e 19 para tentar um acordo com os partidários. Segundo ele, se os líderes decidirem fazer mais uma semana de esforço concentrado com o objetivo votar o código, “o Senado fará a sua parte”.

Para Marco Maia, ao votar o código, o Congresso dará tempo ao governo para analisar a matéria e a presidenta Dilma Rousseff para vetar o que julgar necessário. “Ela pode, inclusive, enviar nova medida provisória”.

O presidente da Câmara destacou que aguardará o desfecho da tramitação da matéria na próxima semana para conversar com Sarney sobre a convocação de um novo esforço concentrado. Maia acrescentou que o assunto também deve ser tratado com o presidente do Senado, se for o caso, pelo governo federal.

Notícias Relacionadas