Brasil cumpre dever de casa e faz 8 a 0 na frágil seleção chinesa

Neymar marcou três na fácil goleada do país
Recife – Um presente para os pernambucanos. Foi exatamente isso que fez a Seleção Brasileira, em retribuição ao carinho que recebeu desde que chegou à cidade. Na noite desta segunda-feira, o time do técnico Mano Menezes aplicou uma goleada de 8 a 0 em cima da China e saiu muito aplaudido do Estádio Arruda, em Recife. Os gols foram marcados por Ramires, Neymar (três), Hulk, Lucas, Liu Jianye (contra) e Oscar.

Foi um jogo para ninguém colocar defeito. A começar por um primeiro tempo em que a Seleção atacou a todo o momento. No entanto, as muitas chances de gol criadas se tornaram “apenas” um 2 a 0. Teve bola na trave, no travessão, raspando a baliza…

Quem abriu o placar foi Ramires. Numa jogada trabalhada entre dois companheiros de Chelsea, o camisa 8 da Seleção tabelou com Oscar, recebeu na frente e deu uma cavadinha cheia de categoria para fazer Brasil 1 x 0 China.

Não demorou muito e Neymar ampliou. A jogada começou com Hulk, que tocou na medida para Oscar. Dentro da área, o camisa 10 teve a calma necessária para deixar o atacante livre para empurrar a bola para as redes. Sem chances para a zaga chinesa.

A Seleção foi para o intervalo querendo mais. Muito mais. Foi exatamente o que mostrou quando voltou, sem alterações, para a segunda etapa. Em menos de 10 minutos, o time do técnico Mano Menezes já tinha marcado mais três gols.

A goleada começou a ser consolidada com um gol de Lucas. Hulk, muito bem na partida, participando da maioria das jogadas, passou pelos zagueiros, limpou o lance e deixou o camisa 7 em plenas condições de marcar. Com calma, o meia fez o terceiro do Brasil.

Em seguida foi a vez do próprio Hulk deixar o dele. Neymar acertou o travessão numa finalização de pura classe e, de fora da área, o ponta esquerda dominou, arrumou para a batida e acertou o cantinho do goleiro chinês.

Já com o placar elástico, Neymar tratou de fazer da goleada um grande show. Marcou mais dois gols, em passes de Marcelo e Oscar, deixou o Brasil com 6 a 0 no placar. De quebra, o camisa 11 chegou aos 12 gols com a camisa da Seleção em 23 partidas.

Mesmo com o resultado para lá de garantido, o time do técnico Mano Menezes não parou de atacar e foi recompensado por isso. Primeiro num gol contra, após bela troca de passes do ataque brasileiro. Em seguida com Oscar, de pênalti, que fez 8 a 0 para a Seleção e garantiu a maior goleada da era Mano.

Notícias Relacionadas