Rural põe nos autos do mensalão documento que cita Toffoli

Constrangimento: O Banco Rural juntou aos autos do mensalão um documento que cita Toffoli como delegado do PT
Constrangimento: O Banco Rural juntou aos autos do mensalão um documento que cita Toffoli como delegado do PT
Uma certidão da comissão executiva do PT se destaca entre os documentos apresentados ao Banco Rural para compor o cadastro que o partido fez para obter o empréstimo de R$ 3 milhões, sob análise do Supremo Tribunal Federal.

Na ata, constam nomes de dirigentes do partido que se tornaram réus no mensalão: José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares. Aparece também, na condição de delegado do PT, o então advogado da legenda, José Antônio Dias Toffoli.

O Rural inseriu a certidão nos autos do mensalão, analisados por Toffoli, agora na condição de juiz do Supremo Tribunal Federal. O ministro não se manifestou. Seus auxiliares dizem que a certidão foi expedida dois anos antes do empréstimo e que o fato de ele ter sido delegado do PT é conhecido. (Marcelo Rocha, na Época)

Notícias Relacionadas