PT barra uso de Dilma e Lula por aliados na propaganda eleitoral

O departamento jurídico do PT produziu uma espécie de manual orientando seus candidatos nos municípios de todo o País sobre como agir caso algum rival tente vincular sua imagem à presidenta Dilma Rousseff ou ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva . Dois anos depois de fazer alianças com mais nove partidos em 2010 para eleger Dilma, o PT reivindica para si a imagem da presidenta e de seu antecessor na eleição municipal, trabalhando para evitar que ambos sejam citados em propagandas de outros candidatos.

Por orientação do partido, avolumam-se na Justiça Eleitoral representações de petistas contra adversários, muitos deles de partidos da base aliada do governo. O PT não possui uma estimativa do número total de ações protocoladas, mas a disputa já tomou forma em cidades estratégicas como São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e Campinas (SP). Em alguns casos, a Justiça tem decidido em favor dos petistas. Em outros, tem autorizado o uso da imagem de Dilma e Lula por rivais.

“A utilização por outros partidos gera confusão junto ao eleitorado, já que passa a falsa impressão de que as duas personalidades e maiores lideranças do PT estão apoiando a chapa do partido adversário”, diz o documento, obtido pelo iG e distribuído em julho pela Secretaria de Comunicação do PT. Junto às orientações, o partido colocou algumas decisões anteriores da Justiça Eleitoral para ajudar os candidatos a fundamentar seus pedidos. (Bruna Carvalho, do IG)

Notícias Relacionadas