Feriadão deixa trânsito complicado nas estradas federais do Rio

Nielmar de Oliveira
Agência Brasil

Rio de Janeiro – A grande movimentação de veículos que deixam o Rio no feriado prolongado de Sete de Setembro deixa as principais estradas federais de saída da capital com trânsito intenso e retenções em diversos trechos, principalmente na Ponte Rio-Niterói e na Niterói-Manilha, que levam à Região dos Lagos e ao norte fluminense.

Na Ponte Rio-Niterói, o motorista chega a pegar cerca de 15 quilômetros de congestionamento até o acesso à Praça do Pedágio, o mesmo ocorrendo na Estrada do Contorno que dá acesso à Niterói-Manilha. A rodovia também está congestionada, com retenção de mais de 20 quilômetros na chegada ao Trevo de Manilha, em Itaboraí.

O trânsito chegou a ficar interditado na Ponte Rio-Niterói durante a madrugada para que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) pudesse prender um motoqueiro que carregava drogas. Também na madrugada, um acidente envolvendo um caminhão e um carro de passeio, na altura do quilômetro 221, da BR-101, na Baixada Litorânea, deixou uma pessoa morta e duas feridas, que foram encaminhadas ao Hospital de Macaé.

A Rodovia Presidente Dutra, que liga o Rio a São Paulo, tem trânsito intenso, mas flui bem nos dois sentidos, embora apresente congestionamento na altura de Nova Iguaçu, em razão de obras de ampliação. Não há registro de acidentes graves nessa rodovia, segundo a PRF.

Cerca de 9 mil agentes da Polícia Rodoviária estarão mobilizados, em regime de revezamento, durante os quatro dias da Operação Independência, iniciada ontem (6) em quase 70 mil quilômetros da malha viária federal.

A expectativa de tempo bom aumenta a preocupação da PRF com o fluxo de veículos nos principais corredores viários do país. A instituição vai repetir a estratégia adotada em operações anteriores e concentrar esforços na redução de acidentes relacionados a excesso de velocidade, embriaguez ao volante e ultrapassagens proibidas.

Tanto a distribuição do efetivo, quanto a de equipamentos como etilômetros (usados para medir a dosagem de álcool no sangue), radares móveis e aeronaves será feita de acordo com a análise do número de acidentes e de ocorrências policiais verificadas nos últimos anos.

Segundo informações da Polícia Rodoviária, 35 equipes terrestres reforçarão, durante o feriado, a fiscalização nos estados de Minas Gerais, do Rio de Janeiro, de Santa Catarina e da Bahia, utilizando seis helicópteros.

A PRF lembra que o motorista profissional terá até o fim do feriado de Sete de Setembro para se adequar à nova lei, que o obriga fazer um intervalo mínimo de 30 minutos de descanso a cada quatro horas ininterruptas na direção.

Notícias Relacionadas