Comércio reivindica que redução da tarifa também contemple o setor

Mariana Branco
Agência Brasil

Brasília – O presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Roque Pellizzaro Junior, disse que o setor varejista considera positiva a medida de redução das tarifas de energia elétrica anunciada ontem (6) pelo governo. No entanto, reivindica que o comércio também seja contemplado com o benefício, por enquanto destinado apenas à indústria e aos consumidores residenciais.

De acordo com Pellizzaro Junior, na última quarta-feira (5), a CNDL enviou correspondência ao Ministério da Fazenda sobre o assunto. A reportagem da Agência Brasil entrou em contato com a assessoria de comunicação da Fazenda, que, até o fechamento desta matéria, não confirmou ter recebido o documento.

“É uma boa iniciativa, vai impactar positivamente as empresas e famílias. A gente apenas gostaria que fosse estendida a todos. Traria melhorias na capacidade de investimento dos varejistas”, afirmou o presidente da CNDL.

A presidenta Dilma Rousseff anunciou, em seu pronunciamento por ocasião do Sete de Setembro, a intenção de reduzir a tarifa de energia em 28% para a indústria e em 16,2% para as residências. Os detalhes da medida serão anunciados na terça-feira (11). O preço menor deve passar pela diminuição ou extinção de encargos setoriais cobrados atualmente, que representam cerca de 10% do preço da energia.

Notícias Relacionadas