Bispos desejam que visita de Bento XVI ao Líbano leve paz à região

AGÊNCIA ANSA

Cidade do Vaticano – Os bispos maronitas, que seguem os ensinamentos do santo monge Maron, mas que são fiéis à Santa Sé, expressaram o desejo de que a visita do papa Bento XVI ao Líbano, que acontece entre 14 e 16 de setembro, ajude na pacificação de toda a região.

Eles pediram aos fiéis libaneses que acolham em massa o Papa para que esta viagem apostólica “possa assegurar uma autêntica primavera para os cristãos e os povos da região”, informou a rádio Vaticana.

Os padres também agradeceram o presidente do país, Michel Suleiman, e os comitês organizadores pelo compromisso pela realização perfeita do evento, e elogiaram a atitude dos “nossos irmãos muçulmanos que deram suas boas vindas ao Santo Padre”.

Por fim, os bispos expressaram o desejo de que a visita do Pontífice seja a premissa da pacificação do Líbano e da região e que “possa reforçar a presença dos cristãos e dar o impulso para que tenham um papel mais dinâmico”.

Durante um encontro nos últimos dias com o Patriarca dos Maronistas, Beshara Rai, na cidade de Diman, que contou com a presença de mais oito ministros do país, o primeiro-ministro libanês, Nagib Mikati, confirmou que todo o país espera com alegria a visita de Bento XVI destacando que o Papa “é bem-vindo ao Líbano”.

AnsaLatina

Notícias Relacionadas