New Hit: banalização do sexo por meio da violência exige combate.

Os integrantes da New Hit estão presos no Presidídio de Feora de Santana
Salvador – “O caso desta banda contra duas meninas de 16 anos reflete a banalização do sexo por meio da violência, o que deve ser combatido com veemência no Brasil”. A afirmação é da secretária nacional de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres, Aparecida Gonçalves, ao comentar o estupro praticado pelos integrantes da banda de pagode New Hit, conforme lauda Polícia Técnica, contra duas garotas na cidade de Ruy Barbosa, na Bahia.

Aparecida Gonçalves disse que está acompanhando o desenrolar dos fatos e defendeu a punição dos envolvidos. “Por ser um caso emblemático, tem ampliado a discussão sobre a violência sexual no país”, afirmou a secretária.

O delegado Marcelo Cavalcanti confirmou que as adolescentes foram estupradas pelos integrantes da banda. O laudo foi concluído na última sexta-feira (31) e divulgado nesta segunda (3). O exame de corpo delito foi realizado pelo Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana.

Garota estuprada está sendo acompanhado pelo Conselho Tutelar
Segundo relato das vítimas, elas foram até o trio da banda para pedir autógrafos e tirar fotos com os artistas. Um produtor do grupo teria orientado as garotas a ir para o ônibus da banda, onde denunciaram ter ocorrido a violência sexual.

“A gente pediu para o produtor da banda para irmos para o trio para tirarmos foto com eles. Quando a gente chegou em cima do trio, eles falaram que não dava para tirar foto lá, porque era muita gente, que era para irmos para dentro do ônibus. Quando a gente chegou dentro do ônibus, eles falaram que era para irmos para o fundo do ônibus porque lá tinha mais luz. Quando chegamos no fundo do ônibus, dois deles já me empurraram para dentro do banheiro, levantaram minha saia e já começaram a praticar o ato sexual. Eu pedia para eles pararem, para eles me deixarem ir embora. Eles tamparam minha boca e começaram a me bater, para não deixar eu sair. Dez homens me estupraram, entravam de dois em dois”, disse.

Segundo a polícia, dois integrantes admitiram que fizeram sexo com as adolescentes, porém com consentimento. Os outros negaram que tiveram relação sexual com as garotas.

Os nove integrantes da banda New Hit estão presos desde a última sexta-feira (31), no Presídio de Feira de Santana. A Justiça negou o pedido de liberdade condicional feito pelos advogados do grupo.

Leia também:

Notícias Relacionadas

3 Comentários

  1. George Bezerra

    O que mais me entristece como pai de filhas adolescentes, é ouvir e ler dos parentes e dos fãs desses delinquentes que as meninas é que são culpadas!!! Chegamos ao cúmulo do absurdo da vulgarização do sexo animalesco e da coisificação da mulher!!!

  2. leandro

    Não sei oque dizer as pessoes por ser fãs desses caras acabam ficando chegos com esses atos animalescos . coloque-se no lugar dessas mininas ou da familia delas . temos que mudar issso isso não é musica .o que está acontecendo com a Bahia. Tudo que fazemos temos consequencia seja ela boa ou não temos que pagar.

  3. Ana

    Ontem uma amiga me falou sobre esse caso.Mas não tinha imaginado tanta brutalidade.Ficar preso pra eles é pouco,desejo que eles encontre na cadeia alguém que faço o msm com cada um deles.Fico abalada com as pessoas quem tentam defender esses animais,espero pelo menos que voces que querem defender sejam pelo menos alguém da familia.Pq imaginar que uma pessoa normal tenta justificar isso dar nojo.Pois se elas estivessem entrado peladas msm assim eles não tinham o direito de fazer o que fizeram.Vc que é mulher consegue imaginar 9 caras fazendo com vc o que fizaram com elas?ENTÃO…É MONSTRUOSO!!! E o trauma que vai ficar por toda vida.Que Deus tenha piedade.

Comentários estão suspensos