TRF-1 permite soltura de dois integrantes do grupo de Cachoeira

A terceira Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) decidiu nesta segunda-feira que não há, neste momento, como apreciar o pedido de Carlinhos Cachoeira, de estender a ele a decisão que levou à soltura de José Olimpio Queiroga Neto, integrante do grupo do contraventor.

Hoje, o mesmo tribunal proferiu decisão em favor de Queiroga, que possibilitou que ele fosse solto, e a outro réu da Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, Gleyb Ferreira da Cruz. Segundo o TRF-1, não seria possível analisar o pedido de Cachoeira sem considerar uma liminar ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que ainda está pendente. (O Globo)

Notícias Relacionadas