PT reage às críticas de Geddel sobre a ”frouxidão” do governo Wagner

Em clima de disputa eleitoral, sendo adversários do PMDB em Salvador em vários municípios baianos, os petistas rebateram as críticas do líder peemedebista no Estado, Geddel Vieira Lima que, em entrevista à Tribuna disse que o governo estadual é “frouxo e não tem aproveitado as oportunidades que o Brasil ofereceu para o desenvolvimento como Pernambuco”.

O líder da bancada do governo na Assembleia Legislativa, deputado Zé Neto e o presidente estadual do PT, Jonas Paulo, cutucaram a situação atual do político, sem mandato desde 2010, quando decidiu deixar a Câmara Federal para disputar o governo da Bahia. Apesar das divergências, os petistas não descartam contar com o apoio do ex-ministro em um eventual segundo turno entre DEM e o PT.

Segundo Jonas, Geddel falou de um governo que foi eleito em 2010 no primeiro turno, quando o peemedebista também foi candidato ao Palácio de Ondina. “É o governo que está sendo aclamado em todos os municípios, onde o governador Jaques Wagner tem participado das campanhas”, disse.

O líder do governo na AL, Zé Neto ironizou as declarações de Geddel ao insinuar que o líder teria algum problema com a questão “frouxo versus valentão”. “Questão que não nos comporta entender”, citou.

Notícias Relacionadas