Colômbia rechaça declarações de Evo Morales sobre drogas

AGÊNCIA ANSA

Bogotá – O governo colombiano rechaçou hoje as declarações do presidente da Bolívia, Evo Morales, por considerar que “menosprezou a luta contra as drogas” que este país pratica de “forma soberana durante décadas”.

Morales disse ontem em uma rádio de seu país que os Estados Unidos minimizam a problemática das drogas da Colômbia porque este país aceita as bases militares em seu território e quer classificar a sua nação e o Peru como os maiores produtores de folha de coca na região.

“O governo da Colômbia não aceita comentários sem fundamentos nem por parte da Bolívia, nem de nenhum outro país”, disse em um comunicado o Ministério das Relações Exteriores.

“[A Colômbia] continuará firme em sua política de luta contra as drogas, a qual inclui a cooperação internacional, tanto hemisférica como regional”, continua a nota da Chancelaria colombiana.

O governo de Bogotá convidou a “todos os países, para intensificar suas ações internas e a colaborar com a comunidade internacional” na luta contras às drogas e lembrou que “a união dos esforços é o caminho mais eficaz para superar este flagelo mundial”.

AnsaLatina

Notícias Relacionadas