Líder do tráfico de drogas da Chapada é preso com submetralhadora

Vanzinho assumiu o controle do tráfico no Campo, após a prisão de Leandro Leonardo dos Santos Fonseca, o “Léo Cabeção”
Salvador – Uma submetralhadora calibre 9 mm, um revólver 38, munições e 32 pedras de crack foram apreendidos em poder de Gevânderson Santos Guedes, o “Vanzinho”, líder do tráfico na localidade do Campo, na Chapada do Rio Vermelho, preso durante operação conjunta da 28ª Delegacia Territorial (Nordeste de Amaralina) e 40ª CIPM/BCS (Chapada do Rio Vermelho).

Segundo informou o delegado Marcelo Sansão, titular da 28ª DT, Vanzinho assumiu o controle do tráfico no Campo, após a prisão de Leandro Leonardo dos Santos Fonseca, o “Léo Cabeção”, capturado com mais três comparsas por uma guarnição da Polícia Militar, há três semanas. Na ocasião, Léo Cabeção portava drogas e dinheiro, sendo autuado em flagrante por tráfico.

Além da submetralhadora, cujo calibre é de uso restrito, e do revólver, Vanzinho portava ainda certa quantidade de maconha e material para embalagem da droga. Autuado por tráfico e porte ilegal de arma pelo delegado Sansão, o traficante teve a prisão em flagrante convertida em preventiva pelo plantão judiciário, ficando custodiado na carceragem da unidade policial.

Rogério Cerqueira Santos, outro integrante da quadrilha de Vanzinho, foi preso no fim de semana, depois de flagrado por uma guarnição da PM com crack, cocaína e maconha escondidos na sunga, na rua São Benedito, na Chapada. Autuado em flagrante pela delegada plantonista Cláudia Pires, Rogério também teve a prisão convertida em preventiva e segue custodiado na carceragem da 28ª DT.

No Alto da Saldanha

Investigadores da 6ª Delegacia Territorial (Brotas) prenderam no Alto do Saldanha três homens flagrados com drogas e arma. Jonas Conceição Magalhães, 26 anos, Natanael Andrade dos Santos, 19, e o paulista Ânderson Coutinho Ehrenberger, 31, estão custodiados na carceragem da unidade policial, situada na Ladeira dos Galés, desde sexta-feira (31).
Com o trio, os policiais apreenderam um revólver, calibre 38, 61pedras de crack prontas para comercialização e 70 papelotes de maconha. A equipe da 6ª DT chegou aos traficantes através de denúncias de moradores do Alto do Saldanha, que perceberam a grande movimentação de usuários na rua Pirangi, onde eles mantinham um ponto de tráfico.
Um dia antes das prisões de Jonas, Natanael e Ânderson, o líder da quadrilha de prenome Bruno e conhecido como “Galego” foi baleado, numa troca de tiros com traficantes rivais na localidade Chafariz, e permanece internado no Hospital Geral do Estado (HGE). Outros dois comparsas, apelidados de “Coco” e “Tavinho”, conseguiram escapar do cerco policial.

Em Vitória da Conquista – Investigadores da Delegacia de Homicídios de Vitória da Conquista apreenderam, no bairro Brasil, um revólver calibre 38 e vários papelotes de maconha com os traficantes Edevaldo Costa Braga Filho, o “Bira”, 25 anos, e Welson Oliveira Silva, o “Grilo”, 24. Ao serem capturados, eles também escondiam embalagens para acondicionar cocaína e certa quantia em dinheiro resultado do tráfico.

Autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação ao tráfico e porte ilegal de arma, Bira e Grilo foram interrogados na DH/Conquista e encaminhados ao Presídio Regional, onde estão custodiados à disposição da Justiça.

O delegado Neuberto Costa, titular da DH, assegurou que a dupla já tem passagens pela polícia por tráfico e porte ilegal de arma. O revólver, municiado e com numeração raspada, e o restante do material apreendido estavam num veículo Fox, pertencente a Bira.

Notícias Relacionadas