Oposição sonha com Marina Silva na disputa pelo governo do DF em 2014

O governo em curso nem sequer chegou à metade da gestão, mas as conversas sobre sucessão no Distrito Federal já começaram e incluem até personagem que vive fora do DF. Há algumas semanas, circula uma informação que tem deixado a ex-senadora Marina Silva irritada: a de que ela estaria com intenção de transferir o título para Brasília com o objetivo de se candidatar pela capital federal em 2014.

O que parece estapafúrdio para Marina é um sonho do senador Cristovam Buarque (PDT), que, assim como Marina, faz planos de concorrer à Presidência da República nas próximas eleições. Convencê-la a fazer uma escala no Governo do Distrito Federal encurtaria a distância do PDT para dois palácios, o do Planalto e o do Buriti. Não por acaso, a ideia nasceu dentro das bases do partido no DF.

Partiu de assessores ligados a Cristovam o burburinho de uma chapa encabeçada por Marina para disputar o GDF em 2014, tendo como vice Maninha ou Toninho do PSol e como candidato ao Senado o deputado federal José Antônio Reguffe (PDT). A chapa ainda teria o apoio curinga do PSB, que pode jogar em várias posições. Todos os personagens citados, no entanto, negam que tenham em um algum momento conversado sobre o assunto, embora a coligação já seja debatida em reuniões políticas na cidade.

O único que fala sobre o tema sem objeção e, mais do que isso, fazendo gosto no cenário hipotético, é Cristovam Buarque. “Acho ótimo. E digo mais, para ser a perfeito só falta eu ser o candidato à Presidência da República”, lança-se o senador pedetista.(Correio Braziliense)

Notícias Relacionadas