A um mês das eleições, campanha na Venezuela entra em reta final

AGÊNCIA ANSA

Caracas – A campanha eleitoral na Venezuela para as eleições do dia 7 de outubro entra em sua fase final neste fim de semana, com uma simulação de votos que será realizada amanhã.

Até o momento, o presidente do país, Hugo Chávez, que tenta se reeleger para um terceiro mandato, mantém vantagem sobre seu principal adversário, o candidato opositor Henrique Capriles Radonski. Além dos dois, outras sete pessoas concorrem à Presidência.

Cerca de 19 milhões de venezuelanos devem participar da simulação deste domingo, que originalmente estava agendada para a semana passada, mas foi suspensa devido à explosão na refinaria de Amuay, que deixou mais de 40 mortos.

A simulação vai ocorrer em 23 estados do país, incluindo a capital, e contará com 4.832 mesas eleitorais. “Trata-se de uma oportunidade de colocar à prova a logística operativa”, disse a vice-presidente do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), Sandra Oblitas.

A simulação, que não vai contabilizar os votos dos eleitores, será fiscalizada por agentes públicos e de organizações não-governamentais, além de contar com o apoio de efetivos militares.

AnsaLatina

Notícias Relacionadas