Oposição avisa que não aceita expulsão dos professores da AL-BA

Paulo Azi disse que confia no bom senso do presidente da Assembleia Legislativa
Paulo Azi disse que confia no bom senso do presidente da Assembleia Legislativa
Salvador – O deputado Paulo Azi (DEM), líder da oposição na Assembleia Legislativa, disse não acreditar que o presidente Marcelo Nilo (PDT) utilize a Polícia Militar para expulsar os professores que ao longo do movimento grevista fizeram da Casa um local de acolhimento e apoio.

“Os professores estão na Casa há 95 dias, de forma ordeira e pacífica, não justificando-se, portanto, uma ação desse tipo”, criticou Azi , ponderando que confia no bom senso do deputado Marcelo Nilo.

Para o democrata, Nilo deveria utilizar seu poder político para fazer com que a Comissão de Educação da AL funcione e debata a “caixa preta” do FUNDEB.

Leia também:

“O presidente da Casa deveria também convencer o governador Jaques Wagner a atender as justas reivindicações dos professores”, frisou, alertando que, caso a tentativa de expulsão dos professores se confirme, ele convocará todos os parlamentares de oposição para irem à Assembleia se posicionar ao lado dos professores contra qualquer medida de força.

Notícias Relacionadas

2 Comentários

  1. Ju

    Essa vai ser uma foto histórica: os antigos carlistas defendendo os professores dos tirânicos petistas e seus famigerados aliados. !!!

  2. George Bezerra

    Quem diria! O legislativo obedece ao que o executivo manda. O judiciário só julga favorecendo ao executivo. Se o governo federal fosse outro, o caminho iminente seria uma intervenção na Bahia. O problema está no governador que não atende nem aos políticos do seu partido. Ele não está nem aí se vai “ferrar” todos nas eleições! Bateu pé e quer mostrar que ganha a “queda de braço”. Professor não quer ganhar; só pede que cumpra a lei e negocie os termos dos seus direitos. Só isso. E JW diz que só negocia com os professores nas salas de aula. A verdade é essa.

Comentários estão suspensos