Geddel ironiza Wagner por viagem a Roma: “E a greve dos professores? E a seca?”

REDAÇÃO DO
JORNAL DA MÍDIA

Viciado em Twitter, Geddel Vieira Lima (foto), vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa, não perde oportunidade para cutucar o governador Jaques Wagner.

Agora há pouco no microblog, ele tirou sarro com o governador da Bahia, que embarcou ontem à noite para Roma, na Itália, a convite do Congresso Judaico Latino-Americano, entidade que reúne comunidades judaicas da América Latina, para uma reunião com o o papa Bento XVI.

“Estreitar as relações judaico católicas é a missão do governador JW em Roma…Que coisa, hein! Seca, professores…isso fica para depois”, alfinetou Geddel.

A propósito, a greve dos professores da rede estadual completa 30 dias. E nenhuma solução à vista.

A relação do governo baiano do PT com o seu funcionalismo nunca esteve tão ruim. Na verdade, é espantoso como o governo Jaques Wagner se relaciona mal com os trabalhadores. Chega a ser constangedor para sindicalistas e servidores públicos – boa parte deles, é bom que se diga, eleitores do Partido dos Trabalhadores.

Notícias Relacionadas