970×90

SII, da JAC Motors, chega ao Brasil no ano que vem

O utilitário-esportivo SII é a nova aposta da montadora chinesa para avançar no mercado brasileiro (Fotos: Divulgação)
O utilitário-esportivo SII é a nova aposta da montadora chinesa para avançar no mercado brasileiro (Fotos: Divulgação)

O jipinho da JAC Motors, o SII deve chegar ao Brasil em 2013, após passar pelo mesmo  ciclo de testes e adaptações aplicados aos demais modelos da marca, em que se prevê  um mínimo de 1 milhão de quilômetros em terras brasileiras.

O utilitário-esportivo foi a  principal novidade da  ontadora chinesa durante o Salão de Pequim. O modelo surge no design agressivo e com amplo espaço interno. O SII é equipado com o moderno conjunto motor-câmbio 1.5 GDI e DCT de 161 cv de potência – lançamento deste salão – o que torna o utilitário ágil, silencioso, com boa autonomia e dotado de ótimo desempenho.

O SII vem bem equipadocom airbag duplo, sistema anti-theft, abertura e fechamento eletrônico do modelo, freios ABS e sensor de chuva.

Notícias Relacionadas

4 Comentários

  1. paulo

    Eu achava que a jac motors era uma empresa diferente das outras que so fazem copiar carros da concorrencia. Mais nao, o que vejo e a continuaçao da apropiaçao de propriedade intelectual a exemplo :

    Este carro assima, jac SII e um altentica caixa de retalho tirado wolksgam e huiday , falta seriedade as estas montadoras chinesas.

    1. José

      Paulo,

      A SII é um SUV Lindo. Pegaram bons traços de alguns modelos e misturaram. Colocaram um bom motor, e pimba, nasceu um carro muito bom. Vindo a um bom preço, e aumentando a concorrência, o que tem de errado? Afinal, não são só os chineses que se baseiam fielmente em outras marcas.

  2. Pedro Caruso

    Acho os chineses uns grandes copiadores e de coisas bem desehadinha de pecimo funcionamento, isso é coisa de preguiçoso, nao ver, até o peixe eles comem cru.

  3. Franco Bóris

    Para alguém que não sabe nem escrever na sua lingua, não dá pra apontar a “preguiça” dos outros. Fora isso misturar culinária Japonesa com Chinesa mostra bem a falta de noção desse grande “especialista” em design e cultura. Não sabe o que fala, fica quieto, melhor do que passar vergonha.

Comentários estão suspensos