Pistoleiros expulsam índios de fazendas invadidas no Sul da Bahia, diz Funai

Índios da etnia pataxó hã hã hãe foram expulsos a tiros de 5 das 12 fazendas que invadiram recentemente em meio a conflito fundiário com ruralistas no sul da Bahia, segundo a Funai (Fundação Nacional do Índio).

Pistoleiros chegaram na madrugada de anteontem atirando nas fazendas onde os índios dormiam e atearam fogo a roupas, de acordo com o coordenador regional da Funai, Wilson de Souza.

O líder do grupo atacado, Gerson Umaty Pataxó, disse à Folha que cerca de 600 índios foram obrigados a “correr para o meio do mato”, mas que não houve feridos.

Os pataxós tentam pressionar o STF (Supremo Tribunal Federal) a julgar uma ação de 1982 em que a Funai pede a anulação de títulos de 396 propriedades para criar uma reserva de 54 mil hectares.(Folha de São Paulo)

Notícias Relacionadas