Capa » Blogs » Blog do JM » Carlinhos Cachoeira diz que plantou informações contra Pagot

Carlinhos Cachoeira diz que plantou informações contra Pagot

Carlinhos Cachoeira comemorou a queda do então diretor-geral Dnit, Luiz Antônio Pagot (Foto: Reprodução)

Gravações da Polícia Federal mostram o bicheiro Carlinhos Cachoeira comemorando a queda do então diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antônio Pagot, no ano passado. Ele acusou o bicheiro de ter arquitetado sua demissão. As gravações foram ar agora à noite no Jornal Nacional, da TV Globo.

Em maio do ano passado, em gravação feita com autorização da Justiça, o bicheiro Carlinhos Cachoeira disse a Claudio Abreu, que era diretor da Delta Construção, que “plantou” na imprensa informações contra o ex-diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antonio Pagot. O Dnit é o órgão do Ministério dos Transportes responsável pela execução das obras nas rodovias federais.

“Eu plantando em cima dele igual o que eu plantei do Pagot aquela hora. Ele anotou tudo, viu. Tá uma beleza agora. O Pagot tá (…) com ele”, disse Cachoeira nas gravações, referindo-se a um jornalista ao qual passou informações.

Nesta sexta-feira (20), em entrevista ao repórter da GloboNews, Gerson Camarotti, Pagot acusou Abreu e Cachoeira de terem “armado” contra ele, que teria contrariado interesses da dupla, e também acusou o presidente de honra do PR, deputado Valdemar Costa Neto, de fazer “lobby” para a construtora Delta. Em nota,Valdemar Costa Neto negou que faça “lobby” ou que tente interferir em licitações. À revista Época, Pagot disse que foi afastado do governo por conta da “negociata” de uma empreiteira (Delta) com um contraventor (Carlinhos Cachoeira).

Na última quarta-feira (18), a presidente Dilma Rousseff fez uma reunião com os ministros da Justiça, José Eduardo Cardoso, dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, e da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e mandou fazer um “pente fino” em todos os contratos da Delta Construção com o governo federal.

Na segunda-feira (23), a Controladoria Geral da União (CGU) vai abrir um processo que pode declarar a empreiteira uma empresa inidônea. Segundo a CGU, 80% dos contratos da Delta são com o Dnit. A construtora ainda tem 99 contratos com o Departamento. No Ceará, o Ministério Público pediu a abertura de um processo contra a Delta e servidores do Dnit. Uma investigação da Polícia Federal descobriu que a empreiteira pagava propina para sete funcionários do Dnit no estado.

O caso foi a “gota d’água” para a CGU abrir investigação. “Os dados das gravações que vêm sendo divulgadas pela imprensa, com evidências muito claras de crimes, de pagamento de propina, de corrupção, de tráfego de influência em âmbito nacional (…) É o momento adequado agora para instaurar o processo que pode vir a declarar a inidoneidade da empresa”, declarou o ministro-chefe da CGU, Jorge Hage. (Jornal Nacional)

2 Respostas para Carlinhos Cachoeira diz que plantou informações contra Pagot

  1. Francisca Lima 22/04/2012 em 10:01
    Q vontade de vomitar ao ler estas noticias…pobre povo brasileiro…
    Responder
  2. Armando Carlos de Jesus 22/04/2012 em 10:29
    Só vão mudar os nomes dos bois. Fecham a Delta e abrem, em 30 dias , a Celta , Belta , etc. O que se precisa fazer é mudar e banir também as empreiteiras que dão as coberturas nas licitações. A situação é generalizada. Nem colocando UPP resolverá. Onde há muito “grana” há fumaça. Esses contratos, antes de serem assinados, deveriam ser analisados pela PF. Tá feia a coisa.
    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


8 − = sete

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>