FMI diz que reestatização da YPF é “decisão soberana” da Argentina

Da Telam

Brasília – O chefe do Departamento Ocidental do Fundo Monetário Internacional (FMI), o chileno Nicolás Eyzaguirre” considerou hoje (20) que a Argentina recuperar o controle estatal da YPF  “é uma decisão soberana” do país latino-americano e que deve ser tratado como “um assunto bilateral”.

Nas palavras de Eyzaguirre, a Argentina está em seu direito ao se expropriar de 51% das ações da YPF que pertenciam à espanhola Repsol, causando fortes críticas e ameaças de sanções por parte da Espanha e da União Europeia.

O posicionamento de Eyzaguirre e do FMI se mostra contrário ao do presidente do Banco Mundial, Roberto Zoellick, que classificou a decisão como um “erro” do governo argentino.

Notícias Relacionadas