Marcelo Oliveira e Marcos: titulares e estreantes no clássico mineiro

Marcelo Oliveira e Marcos vivem a expectativa de jogar o primeiro clássico (Foto: Washington Alves/VIPCOMM/Site Oficial do Cruzeiro)
Marcelo Oliveira e Marcos vivem a expectativa de jogar o primeiro clássico (Foto: Washington Alves/VIPCOMM/Site Oficial do Cruzeiro)

Belo Horizonte – Um é lateral-direito e o outro é volante. Mas Marcos e Marcelo Oliveira têm em comum o fato de serem titulares absolutos do time do Cruzeiro nesta temporada. Ambos serão estreantes no clássico contra o Atlético-MG, neste domingo, às 16h, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, pela 10ª rodada do Campeonato Mineiro, e que terá mando do adversário. Oliveira, que conhece a rivalidade paulista e paranaense, falou  sobre a expectativa para participar do duelo mineiro.

“A expectativa é enorme. Estou muito feliz de ter a chance de poder jogar um clássico desse. Já joguei outros clássicos, vai ser minha estreia no duelo mineiro, e espero começar com vitória”, disse o volante, que viverá uma experiência nova neste domingo.

“Vai ser a primeira vez que vou atuar num clássico com torcida única. Mas a gente tem que entrar em campo e fazer o nosso papel lá dentro. Eles terão o apoio da torcida deles, mas isso não vai interferir em nada, pois a gente sabe que a torcida do Cruzeiro estará com a gente em pensamento positivo. Se Deus quiser, quando acabar o jogo, espero que a minoria no estádio saia mais feliz”, comentou.

Sobre o esquema tático a ser adotado pelo técnico Vágner Mancini, Marcelo Oliveira está tranquilo: “O Mancini ainda vai decidir, e temos que estar prontos. O mais importante é que todo mundo está pronto, independentemente da formação que mo Mancini optar aí nesse jogo. Todo mundo está preparado, pronto para essa partida.

A expectativa é enorme. Estou muito feliz de ter a chance de poder jogar um clássico desse (Mercelo Oliveira)

Por fim, apesar de ser titular absoluto do time cruzeirense nesta temporada (ficou ausente apenas de uma partida, suspenso por três cartões amarelos), Oliveira não quer saber de acomodação, e diz ter muito a mostrar para se firmar de vez com a camisa estrelada.

“Sei que quando você chega em um time é preciso ter calma para buscar espaço. Estou aproveitando a minha oportunidade, e quero me firmar cada vez mais. Não tenho o pensamento de que a vaga já é minha e acabou. Temos muitos jogadores de qualidade aqui e não posso dar brecha. A cada treino, a cada partida, tenho que mostrar o meu trabalho para me firmar cada vez mais”.

Marcos – Revelado nas categorias de base do Cruzeiro, o baiano Marcos vive a expectativa de enfrentar o Atlético-MG pela primeira vez como profissional. O lateral ressalta a importância de um jogo desses, não apenas para ele, mas para todo o time, já que uma vitória dará ainda mais confiança à equipe cruzeirense, que vem de nove vitórias consecutivas na temporada (oito pelo Campeonato Mineiro e uma pela Copa do Brasil).

“Acho que pra mim vale muito. Quando você vence um clássico, você dorme bem, leva alegria para sua casa, para os Torcedores, principalmente. E isso tem um sabor especial. É um jogo bom, entre duas boas equipes. É um jogo que pode dar moral, sair por cima. É contra uma grande equipe. Uma vitória pode nos dar moral para o restante da competição”.

Marcos sabe que o Cruzeiro terá um jogo complicado neste domingo, mas mostra que assimilou bem o que o técnico Vágner Mancini pediu durante os treinamentos da semana na Toca da Raposa II.“A gente tem que ter raça e determinação em campo, entrar ligados e focados. A gente sabe que não vamos ter um adversário fácil de ser batido, apesar de a gente vir numa crescente muito boa na competição. Dentro de campo a gente tem que dar o máximo e fazer o melhor”.

Notícias Relacionadas